Brasileiro: a nova língua.

Ignorância
No Brasil, a ignorância linguística é oficial.

O Brasil foi estado de Portugal até 1822. Depois, tornou-se independente. Entretanto, em relação à língua, manteve-se vinculado à velha terra. Seria natural que nosso país continuasse a usar a língua de Camões, apesar da independência política. Mas, a independência também atingiu a língua.

Toda essa reviravolta começou com a “presidenta” do Brasil, Dilma Rousseff. Não existe a palavra “presidenta” na língua portuguesa. Ela é própria do brasileiro. E qual o por quê? Pelo mesmo motivo que não se escreve “estudanta”, “ignoranta” e “adolescenta”. Na língua portuguesa, tanto faz o gênero, sempre se escreve estudante, ignorante, adolescente, e, também, presidente. Continue lendo “Brasileiro: a nova língua.”