Lei anti-palmada causa mais uma vítima

Nenhum pai gosta de bater no próprio filho ou de gritar com ele. Mas todo pai prefere ver seu filho chorar por alguns minutos do que vê-lo perder um braço para um tigre feroz.

Nenhum pai gosta de bater no próprio filho ou de gritar com ele. Mas todo pai prefere ver seu filho chorar por alguns minutos do que vê-lo perder um braço para um tigre feroz.

A palmada ensina à criança que o mundo tem limites, que é preciso rigor e disciplina para as coisas funcionarem, que sempre há alguém hierarquicamente superior que poderá puni-lo fisicamente por suas ações ou omissões. Ela ensina a pensar nas consequências de nossos atos e omissões. Ela é eficaz para toda pessoa que não escuta a voz da razão. Caso das crianças rebeldes e dos criminosos.

A Lei 13.010/2014 é só outra expressão do entendimento equivocado do que seja Misericórdia. Amar não é só passar a mão na cabeça. Amar é admoestar, gritar, dar o castigo físico quando é necessário.

Amar não é dar chocolate para seu filho diabético, nem é passar a mão na cabeça de seu filho rebelde. Quem ama, age com rigor. Quem ama nega o chocolate para seu filho diabético. Quem ama grita, quando a conversa racional falha, e se precisar, dá palmadas sim! Quem ama, castiga!

“Ah, mas você pode por de castigo”, dizem os psicólogos. Claro que podemos. Mas o que fazer se seu filho rebelde simplesmente se nega a ficar de castigo e te desafia abertamente? O que fazer se ele, de propósito não te obedece por nada? Você corta a televisão como castigo. Ele vai lá, liga e vê. Você tira da tomada. Ele põe de novo. Você pede para ele não ligar a TV porque senão ele ficará de castigo. Ele ri da sua cara, se nega e ainda dá um chute no seu saco e liga a TV assim mesmo.

O que fazer se você não pode dar umas palmadas, nem levantar a voz com ele?

A resposta é simples:

Veja-o perder um braço para um tigre feroz no zoológico. E depois, hipocritamente, a sociedade colocará a culpa no no pai que não ensinou a criança a respeitar limites…

Hipocrisia

Sociedade e o governo são mestres da Hipocrisia. Dizem que não se educa batendo, nem com violência, mas quando o bicho pega, o governo é primeiro a chamar a tropa de choque e descer o cacete sem dó nem piedade. Os presos são colocados na cadeia para aprender a respeitar à lei naquele ambiente de “paz e amor”…

ATENÇÃO PAIS!

– Enquanto a Lei 13.010/2014 estiver em vigor, não bata nos seus filhos, nem grite com eles. Pois essas condutas se tornaram criminosas! Pela lei, apenas fale calmamente. Se seu filho ouvir, bem. Se não ouvir, reze para que ele também não perca um braço.

Referências:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/tentei-fazer-o-que-pude-pelo-meu-filho-diz-pai-de-atacado-por-tigre.html

Lei anti-palmada

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L13010.htm